Encontros Arcanos

Os Encontros Arcanos foram pensados a partir das atividades de pesquisa desenvolvidas pelo grupo de pesquisa ÍMAN – Imagem, Mito e Imaginário nas Artes da Cena, certificado pelo CNPQ e com vínculo de origem à Universidade Federal de Goiás – UFG, em parceria com docentes-pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e Universidade Estadual Paulista – UNESP, como um dos mecanismos para viabilizar o estabelecimento de pesquisas e intercâmbios interinstitucionais.

Os Encontros Arcanos também mantêm vínculo direto com o GT Mito, Imagem e Cena, da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas – ABRACE. Tanto no contexto do grupo de pesquisa quanto no contexto da associação, desenvolvem-se pesquisas cujo recorte não se define por campo temático, mas como perspectiva de abordagem. Esta definição de princípios permite abertura aos encontros, sem perda da precisão de recorte, especificada no modo como percorre-se, enfoca-se e se analisam diversidades cênicas, em relações inter e transdisciplinares.

Tendo nascido no contexto acadêmico das artes da cena, e com evidente vocação para uma fenomenologia da imaginação simbólica, nos termos precisos que a tradição das ciências do imaginário, da imaginação das forças e da psicologia arquetípica colocam, o grupo trabalha no sentido de solidificar um lócus imaginal de pesquisa cênica aberto ao trânsito colaborativo com pesquisadores da filosofia, antropologia, psicologia e artes em geral.

Os Encontros Arcanos foram projetados para funcionar de modo anual, organizando suas temáticas de referência sempre a partir de uma das imagens arquetípicas contidas no Tarô de Marselha. A esta imagem, tomada como referência, associam-se as aproximações míticas e simbólicas que lhe são intrínsecas, estabelecendo-se pontes de diálogo com as artes da cena, em seus diversos enfoques e matizes: processo criativo, história e teoria, visualidade e imaginário cênicos.


Imagem para capa da revista