A composição coreográfica no ensino de dança na escola: breves apontamentos

Iane Licurgo Gurgel Fernandes, Larissa Kelly Oliveira Marques

Resumo


Este trabalho é um recorte da minha pesquisa de mestrado que aborda questões ligadas ao conteúdo de composição coreográfica e os possíveis desenvolvimentos desse conteúdo nas aulas de arte na rede básica de ensino. O objetivo é discutir os conceitos de composição coreográfica, entendendo como ele está sendo pensado teoricamente, relacionando-o com os modos de pensar a composição na dança contemporânea e a maneira pela qual esse conteúdo está sendo visto e tratado nas aulas de dança na escola. Essa relação se dá por meio dos autores que discutem a dança no contexto escolar como Strazzacappa, Porpino, Marques e Brasil, como também com os autores teóricos que apresentam questionamentos sobre os conceitos de composição, de criação, e sobre dança contemporânea, como por exemplo Ostrower, Alvarenga, Almeida, Salles, Lobo e Navas, Louppe, Rocha, dentre outros. Sabendo que a Dança é uma área de conhecimento, nosso estudo tece uma relação teórica sobre o trajeto que a composição percorre no ensino básico com o modo como é pensada na academia. Acreditamos que o trabalho com a dança no contexto escolar amplia a compreensão de mundo pelos alunos de forma artística e estética, valorizando essa área do conhecimento e fomentando a vivência artística dos estudantes.


Palavras-chave


Composição Coreográfica, Ensino de dança, Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Arte. Ensino Fundamental. Primeiro e segundo ciclos. Brasília: MEC/SEF, 1997.

CUNNINGHAM, Merce. O dançarino e a Dança: conversas com Jaqcqueline lesschaeve, Rio de Janeiro, Cobogó, 2014.

LOBO e NAVAS. Teatro do Movimento: Um método para um intérprete criador. Brasília: LGE Editora, 2007.

LOUPPE, Laurence. Poética da Dança Contemporânea. Lisboa: Editora Orfeu Negro, 2012

MARQUES, Isabel e BRAZIL, Fabio. Artes em questões. São Paulo: Cortez Editora, 2014)

MEIRA, Marly. Filosofia da criação: reflexões sobre o sentido do sensível. Porto Alegre: Mediação, 2009.

PINTO, Amanda. Dança como área de conhecimento: dos PCNs à sua implementação no sistema educacional municipal de Manaus. Manaus: Travessia/Fapeam, 2015.

OSTROWER, Fayga. Acasos e Criação Artística. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2013.

________, Fayga. Criatividade e Processos de Criação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

ROCHA, Thereza. O que é dança contemporânea?: Uma aprendizagem e um livro de prazeres. Salvador: Conexões Criativas, 2016.

SALLES, Cecilia A. Gesto Inacabado: processo de criação artística. São Paulo: Intermeios, 2013

________, Cecilia A. Redes da criação: construção da obra de arte. Vinhedo: Editora Horizonte, 2015.

VIEIRA, Jorge de A. Rudolf Laban e as modernas ideias científicas da complexidade. IN: PETRELLA, Paulo e MOMMENSOHN, Maria. (org.) Reflexões sobre Laban, o mestre do movimento. São Paulo, Summus, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio