GINÁSTICA & JOGO ENTRE OS PRIMEIROS ALUNOS DE COPEAU

José Ronaldo Faleiro

Resumo


Os esforços de Jacques Copeau para a renovação do teatro no século XX têm produzido análises de estudiosos em vários campos da atividade dramática. Pouco estudada, porém, tem sido a contribuição das crianças para a sua primeira tentativa (1915-1916) de uma formação de ator/atriz, preâmbulo que levou à criação da Escola do Vieux-Colombier (1920-1924). Este artigo aborda a questão. Apresenta alguns elementos da prática copeliana bem como princípios norteadores de sua obra (a importância da improvisação; a busca de personagens fixas; a procura do movimento pessoal; a recusa de partir de um movimento corporal prefixado; a superação do realismo; a luta contra o cabotinismo). Inspirado na pesquisa de Dalcroze — e auxiliado por Suzanne Bing —, entre ginástica e jogo Copeau constrói o seu método.


Palavras-chave


Improvisação; Crianças.

Texto completo:

PDF

Referências


COPEAU, Jacques. Apppels. Paris: Gallimard,1974.

COPEAU, Jacques. Registres; III. Paris, Gallimard, 1979.

COPEAU, Jacques. Registres; VI. Paris : Gallimard, 2000.

JAQUES-DALCROZE, Emile. Le rythme, la musique et l´éducation. [Suíça]: Fœtisch, 1965.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio