Tête à Tête: O encontro do ator com o espectador no Teatro de Rua

Ana Caldas Lewinsohn

Resumo


No Teatro de Rua, muitas vezes se utiliza a relação direta com o espectador, proporcionando uma proximidade e interação entre as pessoas que vivenciam a manifestação artística. A partir de algumas idéias de John Dewey (1980) e Larrosa Bondía (2002) esse artigo reflete sobre a qualidade dessa relação e busca identificar como nos tempos atuais o homem experiencia a arte.

Palavras-chave


Teatro de rua; Ator; Espectador.

Texto completo:

PDF

Referências


BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a Experiência e o Saber da Experiência. Trad. João Wanderley Geraldi. Revista Brasileira de Educação. Nº 19, p. 20-28, 2002.

CARNEIRO, Ana e TELLES, Narciso (org.). Teatro de Rua; Olhares e Perspectivas. E-Papers Serviços Editoriais, 20-37, Rio de Janeiro, 2005.

CARREIRA, André Luiz Antunes Netto. Reflexões sobre o Conceito de Teatro de Rua. In: CARNEIRO, Ana e TELLES, Narciso (org.). Teatro de Rua; Olhares e Perspectivas. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais, 2005.

DEWEY, John. A Arte como Experiência. Os Pensadores. Trad. Murilo O. R. P. Leme et al. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

MASON, Bim. Street Theatre and other Outdoor Performance. Nova Iorque: Routledge, 1992.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio