Semiótica e Sistema Laban de Movimento no ensino de dança

Caroline Konzen Castro, Olga Valeska

Resumo


Este trabalho analisa as possibilidades de se utilizar os conceitos de Semiótica em
conexão com o Sistema Laban de Movimento como recurso didático em aulas de dança. Nessas análises, busca-se observar como esses conceitos podem auxiliar no aperfeiçoamento do processo de conexão entre a potencialidade expressiva de uma dada coreografia e as formas corporais expressas pelos alunos, na execução da mesma. Também se pretende refletir sobre as possibilidades de utilização desses conceitos na ampliação do repertório gestual dos alunos, bem como na interação, no momento da apresentação artística, entre alunos e espectadores. Dessa forma, este estudo busca contribuir para uma discussão sobre o uso de conhecimentos técnicos e teóricos da área dos Estudos de Linguagens como ferramenta de ensino em dança e proporcionar trocas de experiências sobre metodologias de produção e uso de ferramentas didáticas e pedagógicas que visem à produção de respostas ligadas à carga expressiva em sequências coreográficas.

Palavras-chave


Dança; Semiótica; Ensino.

Texto completo:

PDF

Referências


KATZ, Helena. A dança, pensamento do corpo. In: Novaes, Adauto (org). O homemmáquina: a ciência manipula o corpo. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

LABAN, Rudolf von; ULLMANN, Lisa. Domínio do movimento. 2. ed. São Paulo:

Summus, [1978].

LAMBERT, Marisa Martins. Expressividade Cênica pelo Fluxo Percepção/Ação: O

Sistema Laban/Bartenieff no desenvolvimento somático e na criação em dança.

Campinas: UNICAMP, 2010. 279 pag. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Artes, Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

LARA, Glaucia Muniz Proença; MATTE, Ana Cristina Fricke. Ensaios de semiótica:

aprendendo com o texto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

RENGEL, Lenira Peral. Dicionário Laban. São Paulo: Annablume, 2003.

SANTAELLA, Lucia. Semiótica Aplicada. 1. ed. São Paulo, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio