O Jogo do Palhaço no Rasaboxes

Ana Achcar

Resumo


O presente trabalho trata do exercício de construção do jogo do palhaço
utilizando como instrumento de investigação o Rasaboxes. Criado e
desenvolvido por Richard Schechner desde 1980 como uma possibilidade de
treinamento para a performance e aproveitando conceitos que integram o
atletismo afetivo de Antonin Artaud, o estudo da neurolinguística, e do texto
sagrado indiano Natyasastra, o Rasaboxes serve às exigências da cena do
palhaço por privilegiar o aspecto físico, corporal e sonoro, nas suas expressões
emocionais, e por possibilitar a ele experiência o deslocamento de uma
emoção para outra, sem a obrigatoriedade de transição no tempo, mas
usufruindo apenas da transformação imediata da ação no corpo propriamente.
Desta forma, o desenvolvimento da situação, no caso, cômica, se constrói
literalmente pela ação do palhaço, mais precisamente, através da
transformação na sua qualidade expressiva. Esta pesquisa tem sido
desenvolvida dentro das atividades do Programa Interdisciplinar de Formação,
Extensão e Pesquisa Enfermaria do Riso na UNIRIO como metodologia para a
criação do seu novo espetáculo de palhaços.

Palavras-chave


Jogo; Palhaço; Rasaboxes.

Texto completo:

PDF

Referências


ACHCAR, Ana. Palhaço de Hospital : Proposta Metodológica de Formação.

Tese de Doutorado : UNIRIO,. 2007.

CARVALHO, Flavio Ribeiro de Souza. O Ator Bricoleur. Dissertação de

Mestrado : UNIRIO, 2009.

ICLE. Gilberto. O Ator como Xamã. São Paulo : Editora Perspectiva, 2006

LECOQ, Jacques. O Corpo Poético. São Paulo : Editora Senac e Sesc São

Paulo, 2010.

MINNICK, Michele e MURRAY, Paula. O Ator como Atleta das Emoções : O

Rasaboxes. Tradução de Ana Bevilaqua, Marcia Moraes e Michele Minnick in

« O Percevejo on line », périódico do Programa de Pós-Graduação em Artes

Cênicas da UNIRIO, 2011.

SCHECHNER, Richard. A Estética do Rasa. In « Performance e Antropologia

de Richard Schechner » org. Zeca Ligiéro, Rio de Janeiro : Mauad X, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio