Radionovelas e século XXI: A escuta como proposta para este milênio

Iara Villaça, Antonia Pereira Bezerra

Resumo


O presente artigo inspira-se no texto de Ítalo Calvino “Seis Propostas para
um novo milênio” e baseia-se na experiência do projeto “Nova Rádio
Caleidoscópio”, de realização de radionovelas no século XXI, para propor
uma reflexão sobre a oralidade na arte da atualidade como exercício da
escuta no mundo. Para tanto, discute as ideias de Mirna Spritzer (2005), cuja
pesquisa de doutoramento propôs o uso da radionovela como instrumento
pedagógico para o ator; Armindo Bião (1999) e sua discussão sobre a matriz
cultural da oralidade; Anne Uberfeld (2005), que utiliza a referencia de Brecht
para discutir a ideia de obra de arte como espaço propositivo de um modo de
estar no mundo; e a noção de “experiência” proposta por Larossa Bondía
(2001).

Texto completo:

PDF

Referências


BIÃO, Armindo Jorge de Carvalho. Matrizes Estéticas: o espetáculo da

baianidade. In: GREINER, Christne e BIÃO, Armindo (org.). Etnocenologia e

a Cena Baiana: textos reunidos. São Paulo: Annablume, 1999.

BUARQUE, Chico. Olê Olá. Interprete: Chico Buarque e Maria Betânia. In:

Chico Buarque. Chico Buarque e Hollanda. São Paulo: RGE, 1966. 1 CD.

Faixa 10.

BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência.

Trad.: João Geraldi. In: Leituras SME. Campinas: FUMEC, 2002.

CALVINO, Ítalo. Seis Propostas para o próximo milênio: lições

americanas. Trad.: Ivo Barroso. Companhia das Letras: São Paulo, 1990.

SPRITZER, Mirna. O Corpo tornado voz: a experiência pedagógica da peça

radiofônica. Porto Alegre: UFRGS, 2005.

UBERFELD, Anna. Para ler o teatro. Trad.: José Simões [coord.]. São Paulo:

Perspectiva, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio