Erupções das Ilhas e o Regime Estético do Jogo Dramático

Hélio Jr Rocha de Lima, Ilza Matias de Sousa

Resumo


Trata-se de reflexões e dinâmicas corporais e textuais engajadas à leitura de
“Ilhas Desertas” (Deleuze) e atravessadas pela abordagem estética em Jacques
Rancière. No processo criativo, os jogadores são convidados a construir ou
visualizar suas ilhas e selecionar ideias, livros e objetos, os quais, interagindo
com os corpos em movimento, comporão um fragmento cênico. A partir dos
fragmentos, inicia-se uma segunda fase com a finalidade de experimentar as
diversas possibilidades de encontro das ilhas em suas situações diversas. Entre
textos e imagens, nos confrontos das ilhas, autoria e recepção misturam-se no
ato de criação. Neste sentido, o regime estético, como fundamento teórico do
processo de jogo, destitui a recepção de um argumento da tradição e da atitude
esperada de um “leitor-espectador modelo”. O deslocamento e a desconstrução
da forma ética e poética para um regime estético desterritorializa a “ideia clara”,
finita, moralista e mimética, para deixar escoar a fruição na infinitude da imagem
pictórica, gestual e da palavra. Todavia, em deslocamentos, na existência de um
ponto zero, na transformação do saber em não-saber, a operação do ator
desdobra-se no modo dos discursos, nas fugas da zona confortável do
logocentrismo, e no deslizamento inintencional da experiência estética, “onde
logos é idêntico a pathos”.

Texto completo:

PDF

Referências


AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 46, n. 1, p. 6-20, jan./mar. 2011

DAHLET, V. “Prefácio”. In: APOLLINAIRE, Guillaume. Caligramas. Introdução, organização e tradução de Álvaro Faleiros. Cotia: Ateliê Editorial/Brasília, DF: Editora UNB, 2008, p.9-11.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia. Trad. de Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. Rio de janeiro : Ed. 34, 1995.

DELEUZE, Gilles. A Ilha Deserta e outros Textos. Ed. brasleira. Ed: Iluminuras, 2002.

HILDEBRANDO, Antonio. “Prefácio”. In: O corpo em performance: imagem, texto, palavra. Organização de Hildebrando, Lyslei Nascimento, Sara Rojo. Belo Horizonte: NELAP/FALE/UFMG, 2003, pp. 7-16.

RANCIÈRE; Jacques. A partilha do sensível: Estética e política. Trad. Mônica Costa Netto. São Paulo: Ed. 34, 2005.

RYNGAERT, Jean Pierre. Ler o teatro contemporâneo. São Paulo, Martins

Fontes, 1998.

SARAMAGO, José. O Conto da Ilha Desconhecida. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio