Dança, corpo e presença

Karenine de Oliveira Porpino

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo investigar as relações entre corpo, dança e
presença tendo como foco a vivência do tai chi chuan em sua articulação com
as experiências artísticas e pedagógicas do artista da dança. Questiona-se:
Como a experiência da prática do tai chi chuan pode contribuir para a vivência
da dança e a discussão sobre corpo e presença nesse contexto? A
investigação tem abordagem fenomenológica e parte do mundo vivido do
pesquisador, bem como de alunos e professores em situações de aulas,
oficinas e laboratórios de criação em dança. A produção de dados da pesquisa
se dá a partir de registros escritos em diários, depoimentos gravados em áudio,
além de imagens fotográficas e videográficas. Entende-se o termo presença a
partir da prática do tai chi chuan, a qual permite um estado de prontidão, de
sensibilidade, em que o indivíduo está situado no aqui e agora, perceptível a si
mesmo e aos acontecimentos sem julgá-los. A partir das experiências relatadas
e interpretadas discute-se a referência do tai chi chuan no campo das práticas
do artista da dança, tendo como foco o tema da percepção na interlocução com
autores como Merleau-Ponty, Varela, Serres e Maturana. Dessa forma o
trabalho perspectiva ampliar possibilidades de vivência do artista e do ensino
da dança no que se refere às compreensões de corpo e da dança na formação
do professor artista.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXANDER, Gerda. Eutonia: um caminho para a percepção corporal. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1991.

BARBA, Eugênio, SAVARESE, Nicola. A Arte secreta do ator: Dicionário de Antropologia Teatral. São Paulo: É realizações Editora, 2012.

DA LIU, T’ai Chi Ch’uan e Meditação. São Paulo: Editora Pensamento, 2004.

DASCAL, M. Eutonia: o saber do corpo. São Paulo: Editora Senac, 2008.

DUSIGNE, Jean-François. A incandescência, a Flor e o Anteparo. Revista

Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 1, n.2, p. 28-42, 2011.

FERRACINE, Renato; PECCETI, Ricardo. Presença em Acontecimentos.

Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 1, n.2, p. 360-369, 2011.

HUANG, Al Chung-liang. Expansão e recolhimento: a essência do T’ai Chi. São Paulo, Summus Editorial, 1979.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A Fenomenologia da percepção. Trad. Carlos Alberto Ribeiro de Moura. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1994.

______. O visível e o invisível. 3a d. José Artur Gianotti e Armando Mora

d’Oliveira. São Paulo: Editora Perspectiva, 1999.

MILLER, J. A escuta do corpo: sistematização da Técnica de Klauss Vianna. São Paulo: Summus, 2007.

LE BRETON, David. Do Silêncio. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

PALLADINO.Candida Fortunata O Yôga e o Tai Chi Chuan: do treino pessoa l à composição da partitura cênica do ator. Tese de doutorado, USP, 2009.

PORPINO, K. Dança é educação: interfaces entre corporeidade e estética. Natal: EDUFRN, 2006).

SERRES, Michel. Variações sobre o corpo. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil,

STRAZZACAPPA, M. Educação Somática e artes Cênicas: princípios e

aplicações. Campinas: Papirus, 2012.

VARELA, Francisco, THOPSON, Evan, ROSCH, Eleanor. A mente incorporada: ciências cognitivas e experiência humana, Porto Alegre: Artmed, 2003.

VIANNA, Ana Carolina Strapação Guedes. A Experiência do Tai Chi:

Possibilidades para Pensar o 'Corpo sem Órgão' e a Preparação do Ator".

Dissertação de Mestrado (Artes Cênica). UFRN, 2011.

VISHNIVETZ, B. Eutonia, educação do corpo para o ser. São Paulo: Summus, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio