A experiência da transformação de si para circunscrever um problema na formação teatral

Celina Nunes de Alcântara, Rosa Fischer

Resumo


Este trabalho pretende refletir sobre a formação teatral como possibilidade de
criação de si. Ao buscar dar forma à questão desta reflexão — que gira em
torno da criação de si na formação do professor-ator —, apontam-se ideias em
torno da relação entre formação e criação, tomando como referência a criação
artística (de forma específica, o campo das Artes Cênicas), sem, contudo,
restringi-la à área de referência. Pretende-se que o fundamento dessa
discussão seja o de pensar sobre a formação como invenção de si mesmo,
sobre a possibilidade de fazer da própria existência uma experiência de
constante criação de forma a extrapolar o âmbito da criação artística. Para
constituir tal reflexão fez-se necessário problematizar alguns conceitos, tais
como: ética, experiência e criação, fundamentados a partir, sobretudo, do
pensamento de Michel Foucault.

Texto completo:

PDF

Referências


COSTA, Jurandir Freire. A subjetividade exterior. Disponível em

, acesso em: 14/03/2002 (artigo).

FOUCAULT, Michel. Estratégia, poder-saber. Ditos e escritos IV. Rio de

Janeiro: Forense Universitária, 2006 A.

FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade e política. Ditos e escritos V. Rio de

Janeiro: Forense Universitária, 2006 B.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes,

KASTRUP, Virginia. A invenção de si e do mundo. Uma introdução do tempo

e do coletivo no estudo da cognição. São Paulo: Papirus Editora, 1999.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano demasiado humano. São Paulo: Companhia

das Letras, 2007.

PASSERON, René. Da estética à poiética. Porto Arte, Revista do Mestrado

em Artes Visuais. UFRGS. Porto Alegre, v.8, n.15, pp. 103-116, nov. 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio