Quebradeiras de corpo, quebranças da dança, poéticas de crenças

Bianca Bazzo Rodrigues, Karenine de Oliveira Porpino

Resumo


O trabalho tem como fonte de investigação o universo cultural das benzedeiras
e benzedores do Rio Grande do Norte. A investigação alia um estudo de
campo, de cunho etnográfico, a partir da vivência in loco nesses espaços
impregnados de saberes diversos, de construções simbólicas, de cultura de
mito, rito, fé e reza no contexto social e cultural ao qual estão inseridos.
Acreditamos que todo esse manancial de pedaços de vida, no contexto popular
brasileiro, constituem possibilidades de referência estética e poética para a
cena, nos desdobramentos de processos de criações em dança. Busca-se
assim, por meio desse manancial de repertório para o artista-pesquisador uma
produção cênica que utiliza desses “terrenos férteis” do campo popular que
serão relidos e ressignificados nos processos de criação artística, considerando
o diálogo com o outro e o encontro de si como possíveis campos de relações
humanas mais porosas e dilatadas. Acreditamos que o trabalho poético e
simbólico nesses espaços constitui território de formação cultural e social,
geradora de uma (re)afirmação de valores e poder criativo desses espaços
enquanto arte ressignificadora de nossa contemporaneidade, aqui por meio da
criação em dança.ALMEIDA, Maria da Conceição. Complexidade, saberes científicos, saberes
da tradição. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2010.
ÁVILA, Carla. Itinerâncias e inter-heranças: do Ritual do Congado da Zona
da Mata Mineira, ao processo de criação da performance em dança
contemporânea. 2007. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes,
Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.
BRETON, David. Antropologia do corpo e modernidade. Petrópolis: Vozes,
2011.
LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural. Rio de Janeiro: Tempo
Brasileiro, 1967.
OSTROWER, Fayga. Criatividade e processo de criação. Petrópolis: Vozes,
1987.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria da Conceição. Complexidade, saberes científicos, saberes da tradição. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2010.

ÁVILA, Carla. Itinerâncias e inter-heranças: do Ritual do Congado da Zona da Mata Mineira, ao processo de criação da performance em dança

contemporânea. 2007. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.

BRETON, David. Antropologia do corpo e modernidade. Petrópolis: Vozes,

LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural. Rio de Janeiro: Tempo

Brasileiro, 1967.

OSTROWER, Fayga. Criatividade e processo de criação. Petrópolis: Vozes, 1987.

PRINCE, Richard; MINTZ, Sidney. O nascimento da cultura afro-americana: uma perspectiva antropológica. Rio de Janeiro: Pallas, Universidade Cândido Mendes, 2003.

SANTOS, Inaicyra Falcão. Da Tradição Africana Brasileira a uma proposta Pluricultural de Dança-Arte-Educação. 1996. Dissertação (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

_____________________. Corpo e Ancestralidade: uma proposta

pluricultural de dança-arte-educação. Salvador: EDUFBA, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio