O Conceito de “Cultivo de Si” e os Processos de Formação e Criação do Ator/Performer

Cassiano Sydow Quilici

Resumo


Este trabalho explora o conceito de “cultivo de si”, investigado pelo filósofo
japonês Yasuo Yuasa, como ponto de partida para abordar o ator/performer na
contemporaneidade. “Self-cultivation” é uma tradução para “shugyo”, princípio
fundamental em algumas artes tradicionais japonesas. Trata-se também de
uma noção profundamente enraizada na cultura e na vida cotidiana, advinda da
presença do zen budismo. Ela traz uma compreensão singular das relações
mente/corpo, vistas a partir da experiência vivida do sujeito. Daí se desdobra
uma série de proposições práticas e exercícios, que visam despertar certas
qualidades de consciência e transformar o modo de ser do praticante. O texto
apresenta a atualidade dessas questões, numa discussão crítica e propositiva
sobre os processos de treinamento do ator/performer.

Texto completo:

PDF

Referências


FISHER-LICHTE, Erika. The Transformative Power of Performance. New

York, Routledge, 2008.

FOUCAULT, Michel. Hermenêutica do Sujeito. São Paulo, Martins Fontes,

YUASA, Yasuo. The Body: Toward an Eastern Mind-Body Theory. New York,

State University of New York Press, 1987.

_____________. The Body, Self-Cultivation and Ki-energy. New York, State

University of New York Press, 1993.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio