Dramaturgia do ator: os processos de criação na Fondazione Pontedera Teatro – A busca pelo ator criador a partir dos pressupostos de Jerzy Grotowski

Letícia Maciel Leonardi

Resumo


O artigo prevê uma breve reflexão acerca dos processos de criação na Fondazione
Pontedera Teatro, Itália, hoje e ao longo de sua história. Como processo criativo entende-se a dramaturgia viva elaborada pelo ator em um processo de montagem que o compreenda como criador e, portanto também produtor de uma dramaturgia. Perpassaremos as transformações sofridas na preparação de atores deste contexto e as influência de Jerzy Grotowski que em 1986 a convite do Centro per la Sperimentazione e la Ricerca Teatral, atual Fondazione Pontedera Teatro, transfere-se para a cidade criando junto a Thomaz Richards o Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards.O artigo prevê uma breve reflexão acerca dos processos de criação na Fondazione
Pontedera Teatro, Itália, hoje e ao longo de sua história. Como processo criativo entende-se
a dramaturgia viva elaborada pelo ator em um processo de montagem que o compreenda
como criador e, portanto também produtor de uma dramaturgia. Perpassaremos as
transformações sofridas na preparação de atores deste contexto e as influência de Jerzy
Grotowski que em 1986 a convite do Centro per la Sperimentazione e la Ricerca Teatral,
atual Fondazione Pontedera Teatro, transfere-se para a cidade criando junto a Thomaz
Richards o Workcenter of Jerzy Grotowski and Thomas Richards.

Texto completo:

PDF

Referências


ASLAN. Odete. O Ator no século XX.São Paulo, Perspectiva, 1994.

BARBA, Eugênio; SAVARESE, Nicola. A arte secreta do ator: dicionário de antropologia teatral. São Paulo: Hucitec; Campinas: Ed. da UNICAMP, 1995.

BONFITTO, Matteo. O ator compositor. São Paulo: Perspectiva, 2002.BROOK, P. Grotowski, el arte como vehículo. Máscara – Cuaderno iberoamericano de reflexion sobre escenologia: número especial de homenaje a Grotowski, México: Escenología, ano 3, n. 11-12, jan. 1993.

BURNIER, Luís Otávio. A arte de ator: da técnica à representação. Campinas. Editora da Unicamp, 2001.

FLASZEN, Ludwik e POLLASTRELLI, Carla. O Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski, 1959 — 1969. São Paulo: Perspectiva, 2007. Tradução de Berenice Raulino.

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos – Ensaio sobre a imaginação da matéria. Tradução de Antonio de Pádua Danesi. São Paulo, Martins Fontes, 1989.

GERACI, Stefano- In cammino com lo spettatore. La Casa Usher. Firenze: Fondazione Pontedera Teatro, 2008.GROTOWSKI, Jerzy – Holiday e teatro delle Fonti. La Casa Usher. Firenze:

Fondazione Pontedera Teatro, 2006. GROTOWSKI, Jerzy - Para Um Teatro Pobre, Forja Editorial, 1975.

MOLINARE, Renata M. – Diario del teatro delle Fonti, Polonia 1980. La Casa Usher. Firenze: Fondazione Pontedera SCHINO, Mirella. Il Crocevia del Ponte D' Era -Storie e voci da una generazione teatrale 1974-1995. Bulzoni Editore, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio