O império do LED: um feixe de narrativas entre as dramaturgias do diodo emissor de luz e o corpo a partir da intervenção urbana passeio cantante para Pedro

  • Ysmaille Ferreira Oliveira Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Dramaturgia. LED. Corpo. Narrativa.

Resumo

Esta escrita busca refletir sobre as dramaturgias do diodo emissor de luz (LED) como narrativa cênica na relação com o corpo na ocupação pública Passeio Cantante para Pedro realizada na Praça do Carmo em Campinas. Tal ocupação faz parte do projeto de pesquisa Das dramaturgias das festas e das cidades do Grupo de Estudos em Teatro Brasileiro – Pindorama da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Para tanto, faz-se associações com a utilização do LED nas festas populares, do Tecnobrega á festividade de São Benedito. Assim, balizam-se princípios dramatúrgicos que potencializam o reconhecimento de outras teatralidades (CABALLERO, 2014) do corpo, de santos e de rituais. Mas, afinal, quem é este narrador? Como ele dialoga com o corpo? A experiência na intervenção urbana permite compreender a presença deste dispositivo como uma linguagem que conversa com as teatralidades que ali se encontram em seus pressupostos de rupturas, permanências e em especial com a reminiscência pessoal (RICOEUR, 1997) e (HAROCHE, 2008) transladada para o contexto cênico de uso coletivo.

 

Biografia do Autor

Ysmaille Ferreira Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

Especialista em Estudos Contemporâneos do Corpo, Gestão e Políticas Culturais. Mestre em Artes. Doutorando no programa de pós-graduação em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e polícia: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CABALLERO, Ileana Diéguez. Escenários liminales: teatralidades, performatividades, políticas. México: Ediciones y Producciones Escénicas y Cinematográficas, 2014.

COSTA, A.M. Festa na cidade: o circuito bregueiro de Belém do Pará. Editora UEPA. 2009.

GRUPO PINDORAMA. [Site institucional] Disponível em:

https://www.grupopindorama.com/passeio-cantante-para-pedro. Acesso em: 22 nov. 2018.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence (Org.).A invenção das tradições. Tradução de: Celina Cardim Cavalcante. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997. (Pensamento Crítico).

HAROCHE, Claudine. A condição sensível: formas e maneiras de sentir no Ocidente. Rio de Janeiro: Contracampo, 2008.

MAUÉS, R. Heraldo. Padres, Pajés, Santos e Festas: catolicismo popular e controle eclesiástico. Belém: CEJUP, 1995.

OLIVEIRA, Ysmaille.CORPO VOTIVO: Análise do processo de criação cênica “Aorta da fé” a parti da categoria Corpo Votivo na dimensão do sagrado de si. In:Corpo e(m) Encruzilhadas: performatividades diaspóricas.No prelo.

RICOUER, Paul. O tempo e a narrativa. São Paulo: Papirus, 1997.

ROCHA, Everardo P. Guimarães. O que é etnocentrismo. 11. ed. São Paulo: Brasiliense,1994. (Coleção Primeiros Passos, 124).

Publicado
2019-05-08
Seção
Dramaturgia, Tradição e Contemporaneidade