Ciclos de resiliência: sobreviver nessa situação precária e nesses tempos

Renata Mendonça Sanchez

Resumo


"Ciclos de Resiliência: sobreviver nessa situação precária e nesses tempos" desenvolve um breve exercício de relato e reflexão ao estabelecer relações associativas entre as experiências no Grupo de Trabalho: Artes Performativas, Modos de Percepção e Práticas de Si, da Reunião Científica da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-graduação em Artes Cênicas (ABRACE), e os conceitos Violência e Resiliência.  A ideia e síntese presentes neste artigo contam com aproximações teóricas a partir de tais terminologias, elaboradas respectivamente pela filosofa Hannah Arendt e pelo ecólogo Crawford S. Holling.

Palavras-chave


Resistência. Violência. Resiliência.

Texto completo:

PDF

Referências


ANSART, Pierre. A gestão das paixões políticas. Trad. Jacy Seixas. Curitiba: PR: Ed. UFPR, 2019.

ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Trad. André de Macedo Duarte. 7ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

BUSCHBACHER, Robert. A teoria da Resiliência e os sistemas socioecológicos: como se preparar para um futuro imprevisível?. Boletim regional, urbano e ambiental – IPEA - Jan. - Jun. 2014. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/boletim_regional/141211_bru_9_web_cap3.pdf. Acesso em: Out. 2019.

CAVARERO, Adriana, BUTLER, Judith. Condição humana contra “natureza”. Trad. Selvino Assmann. Estudos Feministas, Florianópolis, 15(3): 647-662, setembro-dezembro/2007.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade: o cuidado de si. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Apoio