Dramaturgia na composição em tempo real: possíveis relações históricas entre dramaturgia e a improvisação na dança

Mariane Araujo Vieira

Resumo


Este artigo é um recorte de uma pesquisa de mestrado iniciada no ano de 2019 pelo PPGAC/UFU. Este texto propõe identificar artistas e contextos históricos importantes para a construção do pensamento de dramaturgia e da improvisação na cena contemporânea em dança. Foi possível identificar que os precursores da conceituação e utilização do termo dramaturgia são os mesmos precursores do fazer improvisacional utilizado nos processos de criação e apresentação da cena dançada. Princípios como o cuidado com a tessitura dos sentidos na composição, a valorização da autonomia do sujeito que dança, o uso da técnica como um elemento não hierárquico, entre outros, foram elencados nessa pesquisa como fator comum na história da improvisação e da dramaturgia na dança.


Palavras-chave


Dramaturgia. Improvisação. Dança. Composição em tempo real.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVIM, Valeska Ribeiro. A dramaturgia na dança contemporânea brasileira: as experiências de colaboração entre coreógrafa e dramaturgista nos trabalhos de Lia Rodrigues e Silvia Soter. 2012. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2012.

BARBOSA, Vivian Vieira P. Sobre a autonomia da forma na dança: Rudolf Laban confrontado a partir de Theodor Adorno. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência da Arte) – Universidade Federal Fluminense, Instituto de Artes e Ciências Sociais, 2011.

BAUSCH, Pina. Dance, senão estamos perdidos. Trad. José Marcos Macedo. Folha de São Paulo, Caderno Mais! São Paulo, 27 ago. 2000. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs2708200008.htm. Acesso em: 29 jun. 2019.

CUNNINGHAM, Merce. The impermanent art. In: Vaugham, David e Herris, Melissa (Eds.). Merce Cunningam: fifiy years, op. Cit., p. 97 apud GIL, José. Movimento total. São Paulo: Iluminuras, 2004.

DÓRIA, Gisela. A (de) composição e produção de sentidos: dramaturgias na dança contemporânea. 2015. Tese (Doutorado) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

GIL, José. Movimento total. São Paulo: Iluminuras, 2004.

HERCOLES, Rosa Maria. Forma de comunicação no corpo - novas cartas sobre a dança. 2005. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

KERKHOVE, Marianne (Org.). Nouvelles de danse. Dossier: danse et dramaturgie. Bruxelles: contredanse, 1997 apud TOURINHO, Lígia. Dramaturgias do corpo: protocolos de criação das artes da cena. 2009. Tese (Doutorado em Artes) - Programa de Pós-Graduação em Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.

MICHEL Fokine. Wikidança, 2018. Disponível em: http://www.wikidanca.net/wiki/index.php/Michel_Fokine. Acesso em: 11 jul. 2019.

MONTEIRO, Marianna. Noverre: cartas sobre a dança. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

MUNDIM, Ana Carolina da Rocha. A composição em tempo real: um lugar de convívio artístico, político e afetivo. In: MUNDIM, Ana Carolina da Rocha. (Org.). Dramaturgia do corpo-espaço e territorialidade: uma experiência de pesquisa em dança contemporânea. Uberlândia: Composer, 2012.

MUNDIM, Ana Carolina da Rocha. Improvisação em dança: corpoespaço em experiência. In: MUNDIM, Ana Carolina da Rocha. (Org.). Abordagens sobre improvisação em dança contemporânea. Uberlândia: Composer, 2017.

MUNIZ, Zilá. Improvisação como processo de composição na dança contemporânea. 2004. Dissertação (Mestrado em Teatro) – Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

RAMOS, Tarcísio dos Santos. A tecelagem das margens: por que tão solo? Dança e dramaturgia. 2008. Dissertação (Mestrado em Artes) - Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

ROSS, Janice. Anna Halprin and the 1960s: acting in the gap between the personal, the public, and the political. In: BANNES, Saly (Ed.). Reinventing dance in the 1960s: everything was possible. Wisconsin, USA: The University of Wisconsin Press, 2003 apud MUNIZ, Zilá. Improvisação como processo de composição na dança contemporânea. 2004. Dissertação (Mestrado em Teatro) – Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

TOMAZZONI, Airton Ricardo. Cartas sobre a dança de Noverre: desordem, transgressões e outros descaminhos para criação. Revista Cena, v. 1, p. 168-175, 2016. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/cena/article/viewFile/65193/38997. Acesso em: 29 jun. 2019.

TOURINHO, Lígia. Dramaturgias do corpo: protocolos de criação das artes da cena. 2009. Tese (Doutorado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio