Habilidades pedagógicas e o cálculo do risco prudente para a criação de números aéreos participativos – um relato de experiência

Gabriel Coelho Mendonça

Resumo


No espetáculo circense "Causos de Voos e Risco" são realizados dois números aéreos participativos, ou seja, dois números de técnicas aéreas-circenses realizados por voluntários da plateia que contracenam com o acrobata aéreo criador do espetáculo. Um cruzamento raro entre duas ferramentas muitos comuns na linguagem circense, números aéreos e números participativos. Neste trabalho, em um paralelo com a metáfora do Jogo de Xadrez, de Chacovacci, o acrobata aéreo autor do espetáculo destaca momentos vividos durante o período de realização dos ensaios abertos previstos como etapa do processo criativo dos referidos números e espetáculo para discutir acerca do desafio de envolver um voluntário sem treinamento prévio em um número de habilidades circense que envolve risco físico. Percebe-se, ao final, que a experiência docente desenvolveu neste artista habilidades relacionais e técnicas que foram imprescindíveis para a atuação cênica e a condução prudente do participante voluntário em uma aventura cênica que envolve risco físico.

Palavras-chave


Números interativos. Risco. Circo. Técnicas aéreas.

Texto completo:

PDF

Referências


BOLOGNESI, Mário Fernando. Palhaços. São Paulo: Editora UNESP, 2003. 294 p. ISBN 978-85-7139-456-8.

CASTRO, Alice Viveiros de. O elogio da bobagem: palhaços no Brasil e no mundo. Rio de Janeiro: Editora Família Bastos, 2005. 274 p. ISBN 978-85-8985-303-3.

CHACOVACHI. Manual e guia do palhaço de rua / Palhaço Chacovacci; Javier Miguel Yanantuoni; Martin Vallejos; tradução de Jeff Vasques (palhaço Magrólhos); contribuições de Lucía Salatino; ilustrado por Highlander Artista. La Plata: Contramar, 2016. 156 p. ISBN 978-987-33-8629-9.

MATHEUS, Rodrigo Ignácio Corbisier. As produções circenses dos ex-alunos das escolas de circo de São Paulo na década de 1908 e a constituição do Circo Mínimo. 2016. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2016.

ORFEI, Alberto. O circo viverá. São Paulo: Ed. Mercuryo, 1996. 240 p. ISBN 978-85-7473-042-2.

ROCHA, Lílian Rubia da Costa. O teatro de variedades e as diversões santistas do final do século xix e início do XX. 2017. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2017.

SILVA, Ermínia. Circo – teatro: Benjamim de Oliveira e a teatralidade circense no Brasil. São Paulo: Altana, 2007. 434 p. ISBN 978-85-8777-045-5.

TORRES, Antônio. O circo no Brasil - história visual - colaboração de Alice Viveiros de Castro e Márcio Carrilho. Rio de Janeiro: Funarte, 1998. 336 p. ISBN 9788585781668.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Apoio