Cantocorpo: o corpo que somos na experiência de cantar os cantos de tradição do Candomblé Angola

Cristiane Madeira

Resumo


A pesquisa tem como eixo de reflexão a produção de performatividades deflagradas a partir das potências dos cantos de Tradição do Candomblé Angola e os impactos deles na corporeidade: percepção, sentimento, espontaneidade e criatividade do ator/performer e a relação destes com o Teatro. Ela parte de um material cultural incorporado, no caso, os cantos de tradição do Candomblé Angola, que é intrinsecamente vivo e dinâmico, que poderão nos ajudar a configurar novas relações entre corpo, corpos, percepção, percepções, conhecimento, conhecimentos com as qualidades / divindades inerentes nos cantos, possibilitando que a experiência do sensível ocorra, abrindo potências de corporeidades que se ampliarão, desdobrarão e expandirão para o ato criativo. A investigação está localizada no contexto da Performance, Antropologia e Filosofia Bantu, e as suas referências mapeiam um panorama de bibliografia brasileira e africana, aludindo à noção de performance, especialmente no que se refere às 'práticas incorporadas' como campo de pesquisa.

Palavras-chave


Cantos de tradição. Performance. Candomblé Angolano. Antropologia. Filosofia Bantu. Práticas incorporadas.

Texto completo:

PDF

Referências


BÂ, A. H. A tradição viva. In: KI-ZERBO, J. (Coord.). História geral da áfrica, metodologia e pré-história da áfrica. São Paulo: UNESCO; Ática, 2010.

BARUFFI, C. L'esperienza di lavoro com Maud Robart: l'emergere di un nuovo strumento. In: Biblioteca Teatrale Revista Trimestrale i Studi e Ricerca sullo Spetacolo, 77, January-March, Rome, Italy: Print, 2006.

LOPES, N. & MACEDO, J. R. Dicionário de história da África: séculos VII a XVI. 1ª. ed., Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017.

MADEIRA, C. Kubana Njila dia Angola – travessias do ator-sacrário por entre as divindades angolanas. Dissertação de Mestrado. São Paulo, ECA – USP, 2013.

MADEIRA, C. O corpo que somos na experiência de cantar tradições. (Tese de Doutorado) São Paulo, ECA – USP, 2019.

RICHARDS, T. Trabalhar com Grotowski sobre as ações físicas. Prefácio e ensaio de Jerzy Grotowski; tradução do inglês: Patrícia Furtado de Mendonça. São Paulo: Perspectiva, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio