História das ideias do ensino da Dança na Educação Brasileira (Parte II)

Marcilio de Souza Vieira

Resumo


Trata-se de uma pesquisa que reconhece a Dança como área de conhecimento. Busca-se, a partir dos documentos oficiais (Leis/LDBs, Resoluções, Minutas, Diretrizes, Parâmetros Curriculares) ter uma compreensão de como essa linguagem da arte foi se constituindo na educação brasileira. Nessa perspectiva a proposta problematiza como objeto de investigação a evolução do pensamento pedagógico brasileiro do ensino de dança, quer na educação básica, quer no ensino superior, a partir da identificação, classificação e periodização de tal ensino nos documentos oficiais. Objetiva-se com a pesquisa compreender como se constituiu o ensino da Dança no Brasil a partir dos documentos oficiais, seus avanços e retrocessos como área de conhecimento no ensino superior. A metodologia proposta baseia-se no princípio da atualidade da pesquisa histórica que provoca o impulso investigativo e a necessidade de responder questões que se interpelam   na realidade presente. O método, obviamente, é de caráter historiográfico a partir da Nova História. 


Palavras-chave


Dança, Educação Superior, Memória.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURCIER, P. História da dança no ocidente. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP n. 094/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, 2001.

_______. Parecer n. 0195/2003. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de graduação em Música, Dança, Teatro e Design. Disponível em www.portal.mec.gov.br/cne. Acessado em outubro de 2017

______. Decreto n. 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI. Disponível em www.planalto.gov.br. Acessado em outubro de 2017

BURKE, P. (org). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Editora da UNESP, 1992.

CERTEAU, M. A escrita da História. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

CAVRELL, H. Reflexões sobre um programa de dança contemporânea no ensino superior. Revista de Ciências Humanas, Viçosa, v. 14, n. 1, p. 81-95, jan./jun. 2014. GARAUDY, R. Dançar a vida. Rio de Janeiro: Nova fronteira, 1980.

PEREIRA, M. A.; SOUZA, J. B. L. Formação superior em dança no Brasil: panorama histórico-crítico. Inter-Ação, Goiânia, v. 39, n. 1, p. 19-38, jan./abr. 2014

STRAZZACAPPA, M.; MORANDI, C. Entre a arte e a docência: a formação do artista da dança. São Paulo: Papirus, 2006.

VIEIRA, M. S. A dança em cena: reflexões para o ensino superior de dança. Dança, Salvador, v. 4, n. 1 p. 25-33, jan./jun. 2015.

WOSNIAK, C. Bacharelado e/ou licenciatura: quais são as opções do artista. In: TOMAZZONI, A.; WOSNIAK, C.; MARINHO, N. Algumas perguntas sobre dança e educação. Joinville: Nova Letra, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio