Catarina e Finea: domadas ou domadoras?

Larissa de Oliveira Neves

Resumo


Resumo: Esse artigo tem o objetivo de analisar duas personagens do teatro renascentista: Catarina, de A megera domada (1593?), escrita por William Shakespeare, e Finea, de A dama boba (1613), de autoria de Lope de Veja. Após comentar rapidamente a estrutura não classicista desse teatro, o texto se concentra na ambiguidade das personagens, que, dentro de um contexto patriarcal, em que as mulheres estavam destinadas ao casamento, buscam fazer valer as suas vontades frente a uma realidade que as oprime.

Palavras-chave: Teatro renascentista; A megera domada; A dama boba. 


Texto completo:

PDF