A brutal solidão negra no paraíso racial: a representação do negro no teatro brasileiro moderno a partir da leitura da peça Anjo negro, de Nelson Rodrigues

Christian Fernando dos Santos Moura

Resumo


A representação do negro no teatro brasileiro, quase sempre, foi influenciada pela ideia de que os negros não enfrentavam problemas que impedissem seu amplo desenvolvimento espiritual, fisíco e material, supunha-se, assim, que viviam numa espécie de “paraíso racial”. Em 1948, tal representação ganha novas formas, em especial com o texto Anjo negro, de Nelson Rodrigues. Este artigo analisa como o dramaturgo tratou o negro nessa peça.

Palavras-chave: dramaturgia brasileira, Nelson Rodrigues, personagem negra.

Texto completo:

PDF