Performar e profanar os palcos da representação democrática em tempos de golpe: Reenactment, história, e modos de afetar e ser afetado na crise

Roberta Ramos Marques

Resumo


Este artigo pretende refletir sobre o uso do reenactment como recurso em duas ações performáticas realizadas por mim junto com estudantes, para materializar uma compreensão histórica crítica do contexto de golpe de estado pelo qual passa o Brasil. Através do reenactment, são propostas experiências contra-hegemônicas, que são afetadas e afetam o público, sobretudo, acerca da relação entre representados e representantes, evidenciando a crise no sistema representativo.


Texto completo:

PDF