Pra não dizer que não falei de Ivete Sangalo: a programação musical da Unesp FM

Helton Lucinda Ribeiro

Resumo


As rádios universitárias brasileiras têm assumido como missão veicular “música de qualidade”, com o predomínio da MPB na programação. Tendo em vista que esse gênero musical possui delimitações imprecisas, a simples caracterização dessas emissoras como voltadas à MPB diz pouco sobre o papel que elas desempenham no campo da radiodifusão pública. Este artigo oferece uma contribuição metodológica à pesquisa, por meio dos relatórios gerados para o Ecad, aplicada a um estudo de caso, o da Unesp FM. Como resultado preliminar, verifica-se forte presença da Nova MPB na programação, configurando a emissora como espaço para difusão de música independente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Laís Barros Falcão de. A MPB em mudança: cartografando a controvérsia da nova MPB. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2016.

DIAS, C. E. M. Rádio Educativa: concepções de rádio universitária. São Paulo, 1993. 122p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo.

FRÓES, Romulo. A nova música brasileira e seus novos caminhos. Blog da revista Bravo!, São Paulo, 2009. Disponível em Acesso em 3 jun 2019.

GONÇALVES, Suzana Maria Dias. Nova MPB no centro do mapa das mediações: a totalidade de um processo de interação comunicacional, cultural e político. Dissertação de Mestrado. Curso de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), 2014.

HERSCHMANN, Micael; KISCHINHEVSKY, Marcelo. Tendências da indústria da música no início do século XXI. In: JANOTTI JR, Jeder Silveira, et al (orgs) Dez anos a mil: mídia e música popular massiva em tempos de internet. Porto Alegre: Simplíssimo, 2011.

JANOTTI JR, Jeder Silveira. À procura da batida perfeita: A importância do gênero musical para a música popular massiva. In: Éco-pós. V.6, n.2, agosto-dezembro 2003, pp. 31-46.

______. Música popular massiva e gêneros musicais: produção e consumo da canção na mídia. Comunicação, Mídia e Consumo. São Paulo. Vol. 3, n. 7, p. 3 1 - 4 7, jul. 2006. Disponível em: Acesso em 15 mai 2019.

JANOTTI JR, Jeder Silveira; PIRES, Victor de Almeida Nobre. Entre os afetos e os mercados culturais: as cenas musicais como formas de mediatização dos consumos musicais. In: JANOTTI JR, Jeder Silveira, et al (orgs) Dez anos a mil: mídia e música popular massiva em tempos de internet. Porto Alegre: Simplíssimo, 2011.

KISCHINHEVSKY, Marcelo. Por uma economia política do rádio musical: articulações entre as indústrias da música e da radiodifusão sonora. Matrizes, ano 5, nº 1 jul./dez.,p. 247-258, 2011

KISCHINHEVSKY, Marcelo e CAMPOS, Luiza Borges. Rádio social: novos intermediários da indústria da música. Revista Novos Olhares - Vol.4 N.1, 2015.

PRO-MÚSICA BRASIL. Mercado fonográfico mundial e brasileiro em 2018. Disponível em: Acesso em 28 mai. 2019.

STARLING, Heloisa Maria Murgel. Música Popular Brasileira: outras conversas sobre os jeitos do Brasil. In: Botelho, André e SCHWARCZ, Lilia Moritz (orgs.). Agenda brasileira: temas de uma sociedade em mudança. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

RIBEIRO, Helton Lucinda. Unesp FM e concepções de rádio universitário. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Bauru: Universidade Estadual Paulista Júlio De Mesquita Filho, 2003.

TROTTA, Felipe. Critérios de qualidade na música popular: o caso do samba brasileiro. In: JANOTTI JR, Jeder Silveira, et al (orgs) Dez anos a mil: mídia e música popular massiva em tempos de internet. Porto Alegre: Simplíssimo, 2011.

______. Música e mercado: a força das classificações. In: Revista Contemporânea, Vol. 3, número 2, p. 181 – 196, Julho/Dezembro 2005. Facom/Ufba. Salvador, 2005. Disponível em Acesso em 31 mai 2019.

UNESP FM. Relatório Geral de Músicas Veiculadas pela Rádio Unesp FM em 2018. Disponível em Acesso em 16 abr. 2019.

VLADI, Nadja. O negócio da música: como os gêneros musicais articulam estratégias de comunicação para o consumo cultural. JANOTTI JR, Jeder Silveira, et al (orgs) Dez anos a mil: mídia e música popular massiva em tempos de internet. Porto Alegre: Simplíssimo, 2011.

ZUCULOTO, Valci Regina Mousquer. A programação de rádios públicas brasileiras. Florianópolis: Insular, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Creative Commons

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/

 

Revista Sonora - ISSN 1809-1652
Grupo de pesquisa Tecnologia, Mídia, Criação Sonora e Audiovisual 
Instituto de Artes
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)