A intertextualidade na arte brasileira de Glauco Rodrigues

Marília Longo Araújo Floridia

Resumo


Neste artigo, investigamos a intertextualidade na obra do artista plástico Glauco Rodrigues (1929-2004) que possibilita o diálogo com diversos artistas. Nesse processo, buscamos conhecer a sua trajetória artística para compreender como a intertextualidade torna-se enfática no seu trabalho. O desenvolvimento da sua comunicação visual se inicia com um realismo regional, passa pela arte abstrata, e retorna ao figurativo sob o impacto da Pop Art. Diante deste percurso, Glauco Rodrigues passa a desenvolver uma linguagem visual brasilianista e antropofágica. Partimos do pressuposto que para apreciação crítica das artes plásticas faz-se necessária uma investigação do objeto de arte. Para tanto, selecionamos quatro trabalhos do artista para análise dos seus elementos de composição. Os quadros de Glauco Rodrigues contêm uma iconografia brasileira que resgata por meio da intertextualidade a nossa herança pictórica. 

Abstract 

In this article, we investigate the intertextuality in the work of the plastic artist Glauco Rodrigues (1929-2004) that allows the dialogue with several artists. In this process, we seek to know their artistic trajectory to understand how intertextuality becomes emphatic in their work. The development of his visual communication starts with a regional realism, passes through abstract art, and returns to the figurative under the impact of Pop Art. In the course of this course, Glauco Rodrigues develops a visual language Brazilian and anthropophagic. We assume that for the critical appreciation of the visual arts, an investigation of the object of art is necessary. To do so, we selected four works by the artist to analyze his composition elements. The paintings by Glauco Rodrigues contain a Brazilian iconography that rescues through our intertextuality our pictorial heritage.

Resumen

En este artículo, investigamos la intertextualidad en la obra del artista plástico Glauco Rodrigues (1929-2004) que posibilita el diálogo con diversos artistas. En ese proceso, buscamos conocer su trayectoria artística para comprender cómo la intertextualidad se vuelve enfática en su trabajo. El desarrollo de su comunicación visual se inicia con un realismo regional, pasa por el arte abstracto, y retorna al figurativo bajo el impacto del Pop Art. Ante este recorrido, Glauco Rodrigues pasa a desarrollar un lenguaje visual brasilianista y antropofágico. Partimos del presupuesto que para la apreciación crítica de las artes plásticas se hace necesaria una investigación del objeto de arte. Para ello, seleccionamos cuatro trabajos del artista para analizar sus elementos de composición. Los cuadros de Glauco Rodrigues contienen una iconografía brasileña que rescata por medio de la intertextualidad nuestra herencia pictórica.


Palavras-chave


Glauco Rodrigues. Intertextualidade. Arte brasileira.

Texto completo:

PDF

Referências


A COR do Brasil. Direção: Cacá Silveira. Brasil: TVE-RJ, 1989. (44 min)

AMARAL, Aracy A. Tarsila: sua obra e seu tempo. São Paulo: Ed. 34; Edusp, 2003.

ARGAN, Giulio C. Arte moderna. São Paulo: Companhia da Letras, 2013.

CALIRMAN, Claudio. Arte brasileira na ditadura militar: Antonio Manuel, Artur Barrio, Cildo Meireles. Rio de Janeiro: Reptil, 2013.

CARDOSO, Rafael. A arte brasileira em 25 quadros [1790-1930]. Rio de Janeiro: Record, 2008.

CAVA, Antonio (org). O universo gráfico de Glauco Rodrigues. Brasília: Caixa Cultural, 2013.

DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

GLAUCO do Brasil. Documentário. Direção: Zeca Brito. Brasil: Boulevard Filmes, 2015. (90 min).

KRISTEVA, Julia. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 2005.

PEIRCE, Charles S. Semiótica. São Paulo: Perspectiva, 2015.

SCHWARCZ, Lilia M. A batalha do Avaí. Rio de Janeiro: Sextante, 2013.

SCHWARCZ, Lilia M.; VAREJÃO, Adriana. Pérola imperfeita: a história e as histórias na obra de Adriana Varejão. Rio de Janeiro: Cobogó, 2014.

VERÍSSIMO, Luis F. Glauco Rodrigues. Rio de Janeiro: Salamandra, 1989.




DOI: https://doi.org/10.20396/rv.v3i4.752

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Visuais



 
A Revista Visuais está licenciada com a Creative Commons. 

Rev. Visuais, Campinas, SP - ISSN - 2447-1313.