Arquivo e hibridização: multiplicidades interpretativas nas obras de Paulo Gaiad

Manuela Cristina Siebert

Resumo


O presente artigo busca analisar o arquivo como um sistema de potenciais hibridizações, as quais permitem conexões entre percepções e/ou sensibilidades que podem ser, à priori, consideradas distantes ou desconexas. Essas questões serão discutidas a partir da obra do artista Paulo Gaiad e das interpretações múltiplas que ela sugere devido às hibridizações presentes nela, não só pelo viés da fatura e das suas obras de técnica denominada "mista", mas também pelo discurso do próprio artista.  A questão da multiplicidade interpretativa na obra de Gaiad será colocada em um diálogo com o texto "O Banquete" de Platão, no qual essa questão é debatida a cerca do sentimento do amor. 

Abstract

The present article tries to analyze the archive as a system of potential hybridizations that allows connections between perceptions and / or sensitivities that may be a priori considered distant or disconnected. These issues are discussed from the work of art of Paulo Gaiad and the multiple interpretations suggested by its hybridizations, not only through the formal aspects of his works called “mixed technique” , but also by the artist's own discourse. The question of interpretive multiplicity in Gaiad's work will be put into a dialogue with Plato's "The Banquet," where the same issue is debated about the feeling of love.

Resumen

El presente artículo busca analizar el archivo como un sistema de potenciales hibridaciones, las cuales permiten conexiones entre percepciones y / o sensibilidades que a priori se consideran distantes o desconexas. Estas cuestiones serán discutidas a partir de la obra del artista Paulo Gaiad y de las interpretaciones múltiples que ella sugiere debido a las hibridaciones presentes en ella, no sólo por el sesgo de la factura y de sus obras de técnica denominada "mixta", sino también por el discurso del propio artista. La cuestión de la multiplicidad interpretativa en la obra de Gaiad se colocará en un diálogo con el texto "El banquete" de Platón, en el que esta cuestión se discute sobre el sentimiento del amor.


Palavras-chave


Arquivo; Paulo Gaiad; Hibridizações; O Banquete; Multiplicidade interpretativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BASCHIROTTO, Viviane. "Considerações sobre o gesto na fatura, in Paulo Gaiad". In Dossiê Paulo Gaiad, Revista Punctum, Florianópolis: UFSC, 2012.

CHEREM, Rosângela, SOARES, Luiz Felipe. "(Con-)ficções: imaginação poética e vestígios mnemônicos". In Dossiê Paulo Gaiad, Revista Punctum, Florianópolis: UFSC, 2012.

DERRIDA, Jacques. Mal de Arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

Itaú Cultural. Paulo Gaiad, acessado em 18 de Dezembro: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9163/paulo- gaiad?utm_source=paulo%20gaiad&utm_medium=/pessoa9163/paulo- gaiad&utm_campaign=pagina_busca

NARLOCH, C. "Das artes liberais ao hibridismo: As revoluções dos conceitos nas artes visuais." In: LAMAS, Nadja de Carvalho. (Org). Arte contemporânea em questão. Joinville (SC): Editora da Univille, 2007.

PLATÃO. O banquete. São Paulo: Martin Claret, 2015.




DOI: https://doi.org/10.20396/rv.v3i5.753

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Visuais



 
A Revista Visuais está licenciada com a Creative Commons. 

Rev. Visuais, Campinas, SP - ISSN - 2447-1313.