A Descrição Músico-Visual: uma proposta de metodologia de análise para a música de obras audiovisuais

Marcio Pizzi Oliveira

Resumo


Permeada por clichês, estereótipos ou mesmo métodos criativos e inovadores, as trilhas musicais tem desenvolvido criações de grande valor artístico. Com a ampliação do espaço para obras audiovisuais, aumentam as possibilidades técnicas de utilização musical. Esses fatores, entre outros, tem motivado estudos acerca da função musical para o audiovisual (GORBMAN, 1987; WINGSTEDT, 2005; ROMAN, 2008). As realizações de trilhas musicais para cinema evidenciam a utilização procedimentos ligados à descrição visual. Tais procedimentos foram estruturados utilizando o longo percurso que vem sendo trilhado pela associação entre música e imagem. O objetivo principal desse trabalho é gerar entendimentos composicionais acerca do auxilio da música na descrição visual utilizando conceitos de Wingstedt (2005) e Roman (2008). A metodologia utiliza uma análise de trilhas musicais sob o foco das funções descrever contexto e descrever atividade física de Wingstedt (2005) e música descritiva de Roman (2008). Essa análise se utiliza de cenas de quatro filmes: The Lady from Shangai (1947), 2001: a space odyssey (1968), Brazil (1985), Carlito’s way (1993). Os resultados da pesquisa indicam que as funções podem atuar simultaneamente em função da natureza da obra audiovisual, abrindo um vasto leque de opções para o realizador. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Creative Commons

URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/

 

Revista Sonora - ISSN 1809-1652
Qualis B3 em Artes / Música 
Qualis B5 em Ciências Sociais Aplicadas I

Grupo de pesquisa Tecnologia, Mídia, Criação Sonora e Audiovisual 
Instituto de Artes
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)