Nos bastidores do samba urbano: notas sobre origem, conflitos e apropriações

Guilherme Carréra Campos Leal

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar a origem, os conflitos e as apropriações relativas ao samba urbano, desenvolvido no Rio de Janeiro do início do século XX. Nosso ponto de partida é o pensamento do sociólogo Hermano Vianna (2010), que entende a transformação do gênero musical em símbolo da identidade brasileira como um dos pilares da compreensão da formação da cultura nacional. Em diálogo com o pesquisador, mobilizamos apontamentos de Carlos Sandroni (2001), José Ramos Tinhorão (2010) e Felipe Trotta (2011). A análise coloca em paralelo a trajetória do samba e a trajetória de uma ideia de Brasil, entendendo a música como agente fundante. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Creative Commons

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/

 

Revista Sonora - ISSN 1809-1652
Qualis B3 em Artes / Música 
Qualis B5 em Ciências Sociais Aplicadas I

Grupo de pesquisa Tecnologia, Mídia, Criação Sonora e Audiovisual 
Instituto de Artes
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)