O teatro, os jogos teatrais e a sala de aula

Aline Paz Almeida

Resumo


O presente estudo é um recorte da pesquisa de mestrado desenvolvida na Universidade Federal da Paraíba, intitulada “PEDAGOGIA DO TEATRO E ALTERIDADE: desafios e reflexões na realidade escolar” que discute o teatro na perspectiva da alteridade e sua importância na escola. O mesmo traz uma investigação desenvolvida com o método de pesquisa participante no universo macro da pesquisa qualitativa. Dessa forma, versamos sobre o olhar de diversos autores da arte, da educação, da história, bem como da psicologia para obtermos subsídios teóricos que nos ajudasse a compreender o espaço que o jogo e o teatro ocupam na vida das crianças e na sala de aula e, com a ajuda dos mesmos, esboçar a história do teatro do Brasil e do mundo, bem como compreendermos de que forma a aprendizagem se solidifica na infância. Buscamos também discutir o papel dos jogos teatrais no ensino de artes e o papel do professor nesse processo, do mesmo modo que sua importância no desenvolvimento da pedagogia do teatro na realidade escolar de uma escola pública do município de João Pessoa- PB, o que nos permitirá novas reflexões sobre o ensino da arte e a ampliação dos conceitos sobre as metodologias para o ensino de teatro na infância.


Palavras-chave


Pedagogia do teatro, Sala de aula, Jogos teatrais.

Texto completo:

PDF

Referências


BERTHOLD, Margot. História mundial do teatro. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2011.

BORBA, Juliano. O ator especial: estudantes especiais atuam no Teatro de Integração. Urdimento - Revista de Estudos Pós-graduados em Artes Cênicas: Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, v. 1, n. 7, p.129-143, Dez, 2005. Anual.

BONDIA, Jorge Larrosa. Entrevista a Revista Educação. Edição:03 de maio de 2013. Disponível em: Acesso em: 23 fev. 2017.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A Educação como cultura. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras, 2012.

CARTAXO, Carlos. O Ensino das artes cênicas na escola fundamental e média. João Pessoa: UFPB/BC, 2001.

CHATEAU, Jean. O Jogo e a criança. São Paulo: Summus, 1987.

KOUDELA, Ingrid Dormien. Jogos teatrais. São Paulo: Perspectiva, 2009.

HISSA, Cássio E Viana. Entrenotas: compreensões de pesquisa. Minas Gerais. Ed. UFMG, 2012.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais Arte.1997. Ensino Fundamental. Brasília: Ministério da Educação. Disponível em: ˂http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro06.pdf˃. Acesso em: 03 abr. 2016.

NEVES, Libéria Rodrigues. O uso dos jogos teatrais na educação: uma prática pedagógica e uma prática subjetiva. Dissertação – Curso do Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

NICOLAU, Marcos. Educação criativa: ensinando a arte de aprender e apender a arte de ensinar. 2. ed. João Pessoa: Ideia, 1997.

PIAGET, Jean. Seis estudos de Psicologia, Trad. Maria Alice Magalhães de Amorim e Paulo Sergio Lima Silva Rio de Janeiro: Forense, 1964.

PILETTI, Nelson. História da educação no Brasil. São Paulo: Ática: 2003.

REVERBEL. Um caminho do teatro na escola. São Paulo: Scipione: 1997.

SANTANA, Arão Paranaguá de. Trajetórias, avanços e desafios do teatro-educação no Brasil. Revista Sala Preta, São Paulo, v.2, n1, 2002, p.247-252.

SILVA, Everson Melquiades Araújo; FERREIRA, Paula Tecla Bernardes Mozinho. Ator no Palco, Ator na Vida: As Contribuições do Ensino de Teatro para a Formação Humana. In: VI Congresso de Pesquisa e Pós Graduação em Artes Cênicas, 2010.Disponível em: http://www.portalabrace.org/ vicongresso/ pedagogia/ Everson%20Melquiades%20Ara%FAjo%20Silva%20%20Ator%20no%20Palco,%20Ator%20na%20Vida.pdf. Acesso em: 11 mar. 2017.

SLADE, Peter. O jogo dramático infantil. São Paulo: Summus, 1978.

VIGOTSKI, L.S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

______. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio