A Perspectiva do ensino de teatro em sala de aula: Uma Pedagogia Teatral

Leide Rosane Silva Souza Alcântara

Resumo


 

O presente estudo é um recorte da pesquisa de mestrado desenvolvida na Universidade Federal da Paraíba, intitulada “ Teatralidade em cordel: experiência artística e educacional a partir da obra do cordelista Baraúna” investiga o teatro como ato pedagógico, sendo direcionado pela introdução da literatura de cordel no contexto escolar. Nesse contexto, caminha com a fomentação da arte local, valorizando a cultura popular e a inserindo por meio do ensino de teatro na escola. Como proposta do teatro pedagógico, trabalha-se a tríplice abordagem,que engloba os fazeres do corpo (a interação entre o corpo que está fazendo e o que está assistindo, em seu estado intencionalmente alterado e com uma consciência clara e objetiva dessa troca experiencial), as tecnologias (cenografia, figurino, maquiagem, iluminação, cenotécnica, audiovisual) e o corpo teórico metodológico do teatro que compõem (a história, crítica, teoria, pedagogia, registros), estimulando que os estudantes desenvolvam o potencial individual que cada um possui e permitindo que o processo seja enriquecido por meio da contribuição direta de cada indivíduo envolvido na vivência em sala de aula. Teoricamente trilhou os estudos direcionados pelos temas: teatro na educação, jogos teatrais, elementos importantes para uma encenação. E mesmo com as inúmeras dificuldades encontradas para se efetivar o ensino de teatro na escola, defende-se o ensino das artes cênicas, como uma habilitação necessária pela sua importância e relevância como proposta pedagógica, possibilitando ao estudante, a reflexão crítica e do pensar com o corpo, com a voz e com as inúmeras possibilidades de ler a realidade do mundo por meio do teatro, enriquecendo assim o processo ensino-aprendizagem atual e para a formação das novas gerações.


Palavras-chave


Teatro, Pedagogia, Escola.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Carlos. A educação como cultura. São Paulo: Brasiliense, 1985.

CANANÉA, Fernando A. Abath L. C. Educação popular e identidade cultural. João Pessoa: Imprell Gráfica Editora, 2016.

CARTAXO, Carlos. O ensino das artes cênicas na escola fundamental e média. João Pessoa: UFPB/BC, 2001.

DESGRANGES, Flávio. Pedagogia do teatro: provocação e dialogismo. 2.ed. São Paulo: Crucite, 2011.

DEWEY, John. Arte como experiência. Tradução Vera Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FISCHER, Ernest. A necessidade da arte. Tradução Anna Bostock. Rio de Janeiro: Editora Guanabara,1987.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Tradução de Moacir Gadotti e Lilian Lopes Martin. 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. (Coleção Educação e Comunicação, Vol 1).

GUÉNOUN, Denis. O teatro é necessário? São Paulo: Perspectiva, 2004.

JAPIASSU, Ricardo. Metodologia do ensino do teatro. 8. ed. São Paulo: Ed. Papirus, 2001.

KOUDELA, Ingrid. Jogos teatrais. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais - Arte. Ensino Fundamental. Brasília: MEC, 2007.

OLIVEIRA, Ailza de Freitas. O Rio da Nascente à Foz: a escola do PPP à aprendizagem. In: CANANÉA, Fernando Abath (Org.). Educação e suas Interfaces: conversas em torno da educação, da arte e da cultura. João Pessoa, PB: Gráfica e Editora Imprell, 2012a.

_____. Avaliação Técnica e Pedagógica da Tecnologia Educacional E-proinfo: sob o olhar de uma educadora. In: CANANÉA, Fernando Abath (Org.). Trilhas Educacionais. João Pessoa, PB: Gráfica e Editora Imprell, 2012b.

_____. A escola e o combate ao Aedes Aegypti: uma ação ecopedagógica interdisciplinar na disciplina de Artes. In: CANANÉA, Fernando Abath (Org.). Ser Educacional: reflexões pedagógicas. João Pessoa, PB: Gráfica e Editora Imprell, 2017.

SPOLIN,Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio