Lia Rodrigues – dançando cartografias de resistência nas favelas do Rio de Janeiro

Marcos Steuernagel, André Lepecki

Resumo


A coreógrafa Lia Rodrigues descreve seu espaço de dança como localizado entre a
Linha Vermelha — que liga o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro e a Zona Sul da
cidade — e a Maré, um dos maiores complexos de favelas do país, com mais de 140
mil habitantes. Os termos geográficos dessa descrição não são marginais à dança que
sua companhia cria na Maré desde 2003. Ao contrário, eles são centrais para o
remapeamento ativo que o seu trabalho faz da relação entre dança e política. O seu
primeiro trabalho criado na Maré, encarnado, explora a pergunta de até que ponto é
possível sentir a dor do outro ao criar dança no lugar onde a violência é diariamente
atualizada sobre corpos. Este artigo argumenta que a dança de Lia Rodrigues substitui
a prática da coreografia — a escrita da dança que precede o corpo dançante — por
uma cartografia que ativamente atualiza eventos políticos na superfície do corpo em
performance.

Palavras-chave


Lia Rodrigues; Dança e política; Teorias do corpo.

Texto completo:

PDF

Referências


Agamben, Giorgio. 1998. Homo Sacer: Sovereign power and bare life. Stanford: Stanford University Press.

_____. 2010. Nudities Stanford: Stanford University Press.

“Bandeira do Brasil é hasteada por policiais no Complexo do Alemão.” 2011. Folha de São Paulo, 28 de Novembro. http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/837458-bandeira-do-brasil-e-hasteada-por-policiais-no-complexo-do-alemao-no-rio.shtml

Deleuze, Gilles. 1990. The Logic of Sense. New York: Columbia University Press.

Deleuze, Gilles, and Félix Guattari. 1987. A thousand plateaus: capitalism and schizophrenia. Minneapolis: University of Minnesota Press.

Pagnan, Roberto. 2011. “Crianças cantam ‘Tropa de Elite’ para policiais no Complexo do Alemão,” Folha de São Paulo, 28 de Novembro.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/837546-criancas-cantam-tropa-de-elitepara-policiais-no-complexo-do-alemao-veja.shtml

Padilha, José, diretor. 2010 Tropa de Elite 2: O inimigo agora é outro. Filme.

Rodrigues, Lia. 2005. “Entrevue | Lia Rodrigues — Centre National de la Danse.” Entrevista com Isabelle Danto. http://www.cnd.fr/saison/kinem/letterkinem3/lia.(20 de dezembro de 2007)

———. 2011. Entrevista com Marcos Steuernagel.

http://hemisphericinstitute.org/hemi/pt/special-collections/item/1724-lrodriguesint-lrodrigues-2011/1724-lrodrigues-int-lrodrigues-2011

Rolnik, Suely. 2007. Cartografia Sentimental: transformações contemporâneas do desejo. Porto Alegre: Sulina.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio