Corpo cênico e corpo cotidiano: zonas de convergência

M.A Possani, R.E. Ferracini

Resumo


Este artigo tem como tema o território limiar entre 'corpo cênico' e 'corpo
cotidiano'. Para isso, toma como referência os espetáculos "O Espelho", do
grupo paulistano OPovoemPé; e "Gran Circo Máximo", do Grupo Matula
Teatro, de Campinas, no qual a autora é também atriz. Ambos estes
espetáculos sustentam-se num delicado jogo entre ficção e realidade, e
podem oferecer parâmetros para tensionar este campo-película que
une/separa essas qualidades de estar (cênica e cotidiana). Este tema está
sendo desenvolvido através do projeto de Doutorado "Corpo cênico e corpo
cotidiano: fronteiras, dobras e intersecções", dentro do Programa de Pós
Graduação em Artes da Cena da Unicamp, com orientação do Prof. Dr.
Renato Ferracini.

Texto completo:

PDF

Referências


FABIÃO, Eleonora. Corpo Cênico, Estado Cênico. Revista Contrapontos -

Eletrônica, vol 10 - n. 3 - p. 322, set-dez 2010.

FERRACINI, Renato. Ensaios de Atuação. São Paulo: Perspectiva, 2013.

POSSANI, Alice. (organização) A Máquina do Tempo (ou longo agora).

Disponível em Data de acesso 16/10/2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio