Performances artísticas e culturais em comunidades como forma de resistência: diálogos sobre identidade e diversidade

Zeca Ligiéro

Resumo


Este estudo aponta para a discussão da importância da prática de performance
como um comportamento ou como uma forma de arte que são realizados
individualmente ou em comunidade para garantir a diversidade cultural em um
mundo não-hegemônico, cada vez mais globalizado.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. “Culture Industry Reconsidered.” New German

Critique, No. 6, Autumn, 1975.

BOAL, Augusto. Estética do Oprimido. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

MEDEIROS, Sergio. (Org.) Makunaíma e Jurupari: cosmogonias ameríndias.

São Paulo: Editora Brasiliense, 1986. Tradução: Beatriz Perrone-Moisés.

SCHECHNER, Richard. Performance Theory. New York: Rutledge Press,

SINGER, Milton. 1955. “The Cultural Pattern of Indian Civilization: a

preliminary report of a methodological Field Study”. In: The Far Eastern

Quarterly, Vol. 15, n. 1, Nov., 1955.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio