O corpo, apenas uma divagação

Erika C. Cunha R. de Oliveira

Resumo


O corpo humano é o “objeto” (por não encontrar melhor palavra), talvez mais estudado várias áreas do conhecimento. O corpo muitas vezes é parte de um ideal social: buscamos transformar o próprio corpo na imagem do corpo ideal, expostos pelos meios de comunicação, em busca dos contornos perfeitos ou da saúde perfeita. Esse artigo é uma divagação sobre o corpo como fronteira em si e com o outro é um breve pensamento de como a experimentação dessa fronteira leva a construção de um “Corpo Subjetil”.

Texto completo:

PDF

Referências


DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. Mil Platôs. trad. Aurélio Guerra Neto, Ana Lucia de oliveira, Lúcia Cláudia Leão e Suely Rolnik. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

GREINER, Christine, O corpo. São Paulo, Editora Anna Blume, 2008.

_____. Leituras da morte. São Paulo, Editora Anna Blume, 2007.

FERRACINI, Renato. Café com Queijo: corpos em criação. Campinas: Editora da Unicamp, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio