Movimentos de percurso: afirmação na dança de Denise Stutz

Lilian F. Vilela

Resumo


Este trabalho é um recorte de uma tese de doutorado que versa sobre a história de
vida artística da bailarina Denise Stutz em seu percurso de atuação cênica desde a década
de 1970. A investigação está centrada na construção de uma narrativa histórica através das
experiências vividas pela bailarina – parte da classe combatente (BENJAMIN, 1987) - em
seus diferentes projetos poéticos. Como procedimento metodológico foi adotado a
transcriação (MEIHY, 2005) de suas narrativas orais, análise de movimento (LABAN, 1978)
e análise de espetáculo (PAVIS, 2003) de seis obras cênicas escolhidas como obras de
referência (GERALDI, 2009) para a bailarina. Na ABRACE apresento parte desta pesquisa
com as reflexões e análises sobre a obra de afirmação “3 solos em um tempo” (2008).
Palavras-chave: dança contemporânea; história da dança; bailarina.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: Ensaios sobre literatura e história da cultura. 5a Ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993. (Obras escolhidas, I).

DEMARTINI, Zeila de B. F. Das histórias de vida às histórias de formação. In: SOUZA, Elizeu e MIGNOT, Ana Chrystina V. (Orgs) Histórias de vida e formação de professores. Rio de Janeiro: Quartet: FAPERJ, 2008.

DUPUY, Dominique. La traversée em solitaire. apud ROUSIER, Claire (org.). La danse em solo: Une figure singulière de la modernité. Pantin: Centre National de la danse, 2002.

PAVIS, Patrice. Dicionário de teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

ROPA, Eugenia. Le solo au XX siècle: Une proposition idélogique et une stratégie de survie. apud. ROUSIER, Claire (org.). La danse em solo: Une figure singulière de la modernité. Pantin: Centre National de la danse, 2002.

ROUSIER, Claire (org.). La danse em solo: Une figure singulière de la modernité. Pantin: Centre National de la danse, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio