Teatro de grupo no Cariri cearense: uma tendência para criações compartilhadas

Maria Lucivania Lima Barbosa, Larissa Kelly Oliveira Marques, Robson Carlos Hadechpek

Resumo


A presente pesquisa investiga o processo de formação e manutenção de grupos de teatro na região do Cariri cearense na última década, e focaliza a forma como esses grupos vêm construindo suas poéticas cênicas, algo que tem se dado numa relação de compartilhamento de saberes, desejos e formação de um pensamento político, filosófico e social que reflete o próprio fazer artístico. Para discutirmos essa questão, consideramos a prática de três grupos de teatro: o Coletivo Atuantes em Cena, a Trupe dos Pensantes e a Cia. Engenharia Cênica. Esses três grupos se estabelecem numa relação do fazer teatral pelo viés processual, o que alarga as possibilidades do compartilhamento de saberes ligados a criação cênica. A tendência à criação compartilhada encontra no movimento de teatro de grupo no Brasil, uma referência necessária para a compreensão dos agrupamentos teatrais em todo o país, inclusive no Cariri, que além de seguir esse modelo nacional, também se configura a partir de uma representatividade própria do movimento teatral da região, sobretudo pela chegada, na última década, do curso de Licenciatura em Teatro na Universidade Regional do Cariri-URCA e pela ampliação dos espaços culturais na região. Por fim, a pesquisa analisa a necessidade ligada ao artista de criar seu objeto cênico numa relação genuinamente grupal, desembocando num movimento teatral feito pela troca entre os conhecimentos dos integrantes, que colaboram para a criação cênica.


Palavras-chave


Processo de criação, Criação compartilhada, Teatro de grupo.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Antônio. A gênese da Vertigem: O processo de criação de O Paraíso Perdido. São Paulo, Perspectiva, 2011.

CARREIRA, André. O teatro de grupo e a renovação do teatro no Brasil. Disponível emhttp://www.portalabrace.org/vcongresso/textos/historia/Andre%20Carreira%20%20O%20TEATRO%20DE%20GRUPO%20E%20A%20RENOVACAO%20DO%20TEATRO%20NO%20BRASIL.pdf. Acessado em 13 de Novembro de 2016.

FERREIRA, Cecília. Cena e Jogo: O Imaginário na Carne. (dissertação de mestrado) Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, Universidade Federal da Bahia, 2009.

HEMANUELA, Carla Entrevista realizada para escrita da dissertação. – Juazeiro do Norte,CE, arquivo pessoal dos autores, 2017.

MATIAS, Bárbara Leite. Cotidiano de teatro de grupo no Cariri cearense: Ninho de Teatro e Coletivo Atuantes em Cena. (dissertação de Mestrado).- UFU, MG, 2017.

MOURA, Luiz Renato. A iluminação Cênica no Trabalho do ator de Teatro. (dissertação de mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2014.

RAIFFER, Cecília. Três pontos sem ponto final. – Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2016.

RAIFFER, Cecília. Entrevista realizada para escrita da dissertação. – Juazeiro do Norte,CE, arquivo pessoal dos autores, 2017.

ROCHA, Fernando. O ritual do ator em grupo: Treinamento de Atores como Cultura Coletiva. Jundiaí, SP: Paco, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio