Procedimentos de jogo musical na cena: um estudo no rastro das propostas de Meierhold

Raquel Castro, Maurilio Andrade Rocha

Resumo


Este estudo tem por finalidade destacar princípios de composição e discriminar
procedimentos criativos que se referem ao jogo com a música no teatro do
encenador russo Vsévolod Meierhold (1875-1940). Parte da premissa que a
música é uma das mais importantes matrizes de construção da cena
meierholdiana e encontra-se no cerne da renovação artística proposta pelo
encenador. Para tal fim, a pesquisa se apoia, como principal fonte de
investigação, nos textos teóricos do encenador e nos relatos de seus
comentadores. A partir das informações rastreadas, o artigo apresenta uma
proposta de delineamento dos recursos e estratégias desenvolvidos por
Meierhold em que a música opera como elemento construtivo da cena teatral
nos planos da atuação, encenação e dramaturgia.

Texto completo:

PDF

Referências


ABENSOUR, Gérard. Vsévolod Meierhold, ou, A invenção da encenação

[tradução J. Guinsburg... et al.]. São Paulo: Perspectiva, 2011.

CASTRO, Raquel. O jogo musical no teatro de Meierhold: princípios e

procedimentos nos planos da atuação, encenação e dramaturgia. Dissertação (Mestrado em Artes) – Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012.

HORMIGÓN, Juan Antonio. Meyerhold: Textos Teoricos. Tercera edicíon.

Madrid: Associaçao de Directores de Escena de España, 1998.

MARIA THAIS. Na cena do Dr. Dapertutto: poético e pedagogia em V. E.

Meierhold: 1911 a 1916. São Paulo: Perspectiva: Fapesp, 2009. (Coleção estudos; 267).

PICON-VALLIN, Béatrice. A música no jogo do ator meyerholdiano. In: Le jeu de l’actor chez Meyerhold et Vakhtangov, Paris, T. III, p.35-56, 1989. Tradução: Roberto Mallet. Disponível em: http://

www.grupotempo.com.br/tex_musmeyer.html.

VALENÇA, Ernesto Gomes. Paralelos entre ação teatral e direcionalidade

musical. 2010. Dissertação (Mestrado em Artes) – Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2176-9516

Fomento à pesquisa e apoio